Comunicado de Imprensa da TAP Air Portugal

TAP CUMPRE NORMAS DE SEGURANÇA

Nos últimos dias (de Março), as condições do Aeroporto do Funchal, perturbadas por ventos de intensidade superior aos limites definidos pela autoridade aeronáutica para a realização de aterragens e descolagens, vêm afectando, significativamente, a operacionalidade desta infra-estrutura, com consequentes perturbações do tráfego aéreo de e para a Região Autónoma da Madeira.
A este respeito, a TAP Air Portugal tem a informar:

1º - A TAP Air Portugal sempre primou pelo estricto cumprimento das normas instituídas pelas autoridades aeronáuticas, em todos os momentos e em todas as circunstâncias. A realização ou não dos voos depende, pois, exclusivamente de se verificarem essas condições mínimas.

2º- A TAP Air Portugal em momento nenhum sujeitará os seus passageiros a situações em que à partida não estejam reunidas todas as condições para a efectivação de voos, quer em termos de segurança quer do conforto que os passageiros merecem.

Para a TAP Air Portugal é, pois, princípio inquestionável de qualidade de serviço e respeito pelos direitos dos seus passageiros, não os sujeitar intencionalmente a qualquer tipo de operação com um alto grau de probabilidade de não poderem atingir o destino ou sujeitarem-se a manobras que, independentemente do profissionalismo e competência das suas tripulações, se sabem poderem ser desagradáveis e, mesmo, traumáticas.

3º - A Companhia solicita igualmente a melhor compreensão dos seus passageiros para as dificuldades que decorrem da aplicação destes princípios. Só quando a TAP tem assegurados todos os requisitos para a realização dos voos é que a Companhia pode encetar os procedimentos para a normalização da operação, incluindo a realização dos voos extraordinários que seja necessário efectuar.

4º - A Companhia tem em curso um grande esforço para atingir os padrões de atendimento por que se quer pautar, reconhecendo que é uma das áreas em que deve focar a sua atenção para melhorar a qualidade de serviço. No entanto, na situação presente, importa sublinhar que algumas queixas de falta de informação resultam do facto de a Companhia, porque cumpre escrupulosamente as regras referidas, não poder dar as respostas que os passageiros anseiam ou mesmo adiantar previsões fiáveis.

5º- A TAP Air Portugal agradece a todos os seus passageiros a compreensão demonstrada e o reconhecimento de que o que está em causa, em última instância, é a defesa dos seus direitos.

6º - A Companhia sente que é também seu dever agradecer a todos os seus profissionais, de terra e de voo, pela sua disponibilidade para efectuarem todos os esforços, incluindo a realização de voos extraordinários, que têm possibilitado aproveitar a melhoria das condições climatéricas para transportar os passageiros retidos em Lisboa e no Funchal.

Lisboa, 27 de Março de 2002

Nota: Este Comunicado de Imprensa foi enviado a todos os Órgãos de Comunicação Social.

Comunicação e Relações Públicas · Tel.: 21 8416976 · Fax: 218415881 · E-mail: gcrp.com@tap.pt

Índice do Aeronauta